• Home
  • Notícias
  • PROGRAMAÇÃO
  • Promoções
  • Blog's e Colunas
  • Equipe 87FM
  • Fale Conosco
  • ADM
  • Mural de Recados

Seg24092018

Em jogo tumultuado, ABC empatou com o Sampaio e perdeu vaga na final da Copa do Nordeste

Um ABC nervoso e perdido ao longo do primeiro tempo contra o Sampaio Corrêa, que soube administrar a vantagem construída no jogo da ida. O meio-campo do ABC não criou e nem armou absolutamente nada e perdeu todas. Sampaio com cinco homens e no meio e o ABC com três, e sem jogadas de flanco e sem a bola chegar na frente. Nos 47 minutos iniciais, Roberto Fonseca ganhou o confronto tático com Ranielle Ribeiro.

No segundo tempo o ABC voltou com a mesma formação e com as mesmas dificuldades, chegando mas ainda de forma desorganizada e perdendo sempre o meio e sem conseguir penetrar nas duas linhas de marcação montadas pelo Sampaio.

O lance determinante do jogo foi aos 37 minutos da etapa final quando Péricles Bassol marcou pênalti – para mim claro em cima de Alyson camisa 6 do Sampaio. Não foi em João Paulo camisa 11 – e que segundo jogadores e comissão técnica do ABC foi fora da área. A partir dai, o jogo descambou para a violência, com torcedores invadindo o gramado para agredir o goleiro Andrey, com objetos lançados contra o assistente 2, inclusive com a explosão de um extintor de incêndio.

O empate em 1 a 1 não serviu, e o ABC acabou se despedindo da Copa do Nordeste da pior maneira possível.

Executivo de futebol do ABC, Giscard Salton protestou contra a arbitragem de Bassol, afirmando que “não sabe porque a CBF persegue o ABC ao escalar um canalha, um arbitro aposentado para apitar aqui”.

Vamos excluir a confusão com a arbitragem do restante do jogo, o fato é que o ABC não fez um bom jogo, a formação que Ranielle Ribeiro escolheu para o jogo não funcionou, com o alvinegro sempre perdendo o meio-campo e sem criar e mostrar um bom futebol.

CURIOSIDADES

HUMOR